Avaliação da síndrome de burnout em policiais civis do município de Tubarão (SC)

Autores: Thizon Menegali Talita, Moreira Camargo Renata Patrícia, Willimann Rogerio Luiz Pedro, Cunha de Carvalho Diélly, Liberali Magajewski Flávio Ricardo

Resumen

Contexto: A síndrome de burnout é uma reação de estresse excessivo relacionada ao trabalho. É reconhecida como um risco ocupacional para profissões que envolvem cuidados com saúde, educação e serviços humanos, como ocorre com os policiais civis. Objetivo: Verificar a prevalência e as características da síndrome de burnout em policiais civis do município de Tubarão (SC). Métodos: Estudo transversal incluindo policiais civis lotados no município de Tubarão, com exclusão dos que se recusaram a participar do estudo, dos ausentes no local do trabalho por licença ou outro motivo que impediu o contato da equipe no período de coleta de dados. Os dados foram coletados por meio de questionário padronizado denominado Maslach Burnout Inventory (MBI). O software utilizado para análise dos dados foi o Statistical Package for Social Sciences (SPSS), versão 15.0 para Windows. O projeto foi previamente aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade do Sul de Santa Catarina. Resultados: A prevalência da síndrome de burnout entre os policiais pesqui¬sados segundo os critérios de Grunfeld et al. foide 60%. Nenhum entrevistado enquadrou-se como portador da síndrome, segundo os critérios de Ramirez et al. Não foi identificada influência de características epidemiológicas na frequência da síndrome. Conclusões: O desenvolvimento de estudos que esclareçam o impacto de atividades laborais que envolvam contato com pessoas sobre a saúde pode trazer uma importante contribuição para a melhoria das condições de trabalho dos profissionais e dos serviços prestados à sociedade.

Palabras clave: Esgotamento profissional carga de trabalho satisfação no emprego.

2011-04-18   |   865 visitas   |   1 valoraciones

Vol. 8 Núm.2. Julio-Diciembre 2010 Pags. 77-81 Revista Bras. Med. Trab. 2010; 8(2)